Luis Pavón

Luis PavonFoi reporte de matérias diárias de investigação e correspondente de rádio e televisão na Europa durante seis anos.

Realizou a cobertura de desastres naturais, atentados terroristas na Europa, cobriu  a eleição do papa Benedito XVI, entre outros temas. Trabalhou com fontes policiais, judiciais, sociedade e política, e considera que o empreendimento nas reportagens sobre temas de saúde tem sido uma experiência enriquecedora tanto profissional como  humanamente.

Afirma que dar a voz aos que sofrem aos que padecem de doenças, aos que se sentem abandonados ao mesmo tempo expondo os avanços médicos e contar as façanhas da ciência é importante e de grande satisfação, mas difícil, sem ter que manter o interesse massivo sem importar idade e condição social.

Considera que seu trabalho é e sempre será ser jornalista. Seguir investigando, continuar oferecendo temas de interesse social, e aprofundar-se nos temas de saúde para contribuir com uma sociedade ansiosa em conhecer mais sobre os problemas que a afeta.